Soneto para Alice

Carlos Zarur . 06 de Outubro, 2015

Uma folhinha leve voa

levada com carinho pelo vento


Plaina alegre na brisa de Outono

Vem, querida, em nossa direção

Mais uma alegria para meus olhos errantes

Tem asas translúcidas

Entre os tons dourados da tarde


Carinhosas! Relva e sombra

Esperam sussurrando entre canções eternas

Entoadas por mãe, pai e irmã

Embalando a folha leve que voa

Presente amoroso da natureza

© Copyright 2005-2017, Carlos Zarur. Direitos autorais reservados.